jusbrasil.com.br
11 de Dezembro de 2018

Advogado que criticou STF em voo com Ricardo Lewandowski é preso pela PF; vídeo

DR. ADEvogado, Administrador
Publicado por DR. ADEvogado
há 7 dias



A Polícia Federal prendeu um passageiro que criticou o Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (04), ao encontrar o ministro Ricardo Lewandowski em um voo entre São Paulo e Brasília. De acordo com informações da Polícia Federal, o homem que é advogado foi levado para a Superintendência Regional da corporação no Distrito Federal, após a aeronave pousar na capital.

No vídeo, o passageiro chama o ministro e diz que "o STF é uma vergonha". Então Lewandowski reage à crítica e pede a presença da Polícia Federal na aeronave. "Você quer ser preso?", indaga ao autor das críticas. "Chama a Polícia Federal", diz, em seguida, para um comissário de bordo (assista abaixo).

No momento da discussão, a aeronave ainda se encontrava em solo e nenhuma prisão foi realizada. Lewandowski e o autor da crítica seguiram viagens juntos, lado a lado. Quando o avião chegou ao Aeroporto JK, na capital federal, o homem foi conduzido por policiais federais.

"O rapaz foi conduzido para a SR DF, onde está sendo ouvido, a ocorrência está em andamento e análise do delegado responsável", informa um comunicado da corporação enviado a pedido do Correio. Procurado pela reportagem, o STF não havia se manifestado sobre o assunto até a última atualização desta matéria.

Lewandowski se irrita em voo e pede prisão de passageiro

(Por: Renato Souza / Fonte: www.correiobraziliense.com.br)

_________________________________________________

-> KIT ESSENCIAL DIREITO PENAL - Centenas de Modelos de Petições da Área Penal, Prontas, Editáveis e Atualizadas em 2018

-> BANCO DE PETIÇÕES - 20 MIL MODELOS DE PETIÇÕES, ATUALIZADAS, PRONTAS E EDITÁVEIS EM WORD!!

-> CURSO ONLINE DE DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E EXECUÇÃO PENAL! CONFIRA!!

41 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Pelo rapaz eu não sei, mas tenho certeza que isso ai é abuso de poder, por conta da influencia que o ministro tem, eu acho, não acredito que seja abuso de direito, mas isso é com certeza um abuso e também creio que o ministro acaba de cometer inconstitucionalidade, ao vetar a livre manifestação de pensamento, já que ele manifestou "o STF é uma vergonha" e não "o ministro ao meu lado é uma vergonha". continuar lendo

A Famosa carteirada.
Lamentável isso vindo de um ministro...
Agora que dá vergonha mesmo. continuar lendo

Parece próprio de pessoas com o ego enorme, principalmente daquele que rasgou a nossa Constituição para favorecer dilma; a presidentA "demitida por excesso de incompetência". continuar lendo

Qual foi o crime mesmo cometido pelo rapaz? continuar lendo

Provavelmente desacato. Agora tem que ver essa qüestão aí, talquei? (rs) Porque o STJ já decidiu que o crime de desacato é incompatível com o Pacto de San José. https://draflaviaortega.jusbrasil.com.br/noticias/415702409/desacatoaautoridade-naoemais-crime-decide-stj continuar lendo

Como eu já disse em um outro artigo:

Judiciário!

Uma instituição, onde seus membros, devem respeito e porque não "submissão" aos valores do povo, eles são APENAS meros funcionários públicos.

Esse Advogado representa a ponta do iceberg da insatisfação do povo em relação à "dominação das togas vitalícias", que deve, que tem que ser mudada; rapidamente. continuar lendo

Exerceu o direito de expressar livremente seu pensamento.
Em tempos onde a credibilidade dos poderes constituídos se torna fragilizada, o uso da força
e da "autoridade" evita qualquer tipo de explicação que possa ser devida.
Próprio das ditaduras. continuar lendo

Crime ele não cometeu nenhum. Ele foi acusado de injúria “à corte do STF”, o que, por si só, é uma aberração jurídica.

Abraços! continuar lendo

Eu realmente gostaria de saber o porquê disso ser enquadrado como desacato, @hugo182. Não tem o menor cabimento.

O advogado somente se referiu ao ministro para que ele prestasse atenção ao seu protesto, legítimo, diga-se. Em nenhum momento ele desrespeitou o ministro ou ofendeu-lhe por ser "funcionário" público.

O único que cometeu crime nesse caso foi o próprio ministro, mandando prender cidadão que não cometeu crime algum.

E por fim, essa decisão não foi do STJ, mas sim da 5ª turma do tribunal e referiu-se somente ao caso concreto, portanto, sem eficácia erga omnes. continuar lendo

acho que ele expressou apenas o que todos os brasileiros gostariam de falar e ficou barato hein amigo? continuar lendo

@williamasilva disse que provavelmente devem ter enquadrado ele por desacato, mas não que eu concorde com isso - na verdade, muito pelo contrário, na minha opinião passou longe de se enquadrar nesse tipo penal. continuar lendo

Sim @williamasilva eu disse que provavelmente devem ter enquadrado ele por desacato, mas não que eu concorde com isso - na verdade, muito pelo contrário, na minha opinião passou longe de se enquadrar nesse tipo penal.

Com relação ao efeito da decisão, está certo que não tem efeito "erga omnes". Um dos ministros inclusive fez constar em seu voto que a adequação da lei brasileira a tratado internacional cabe ao STF. Só citei o julgado porque lembrei dessa notícia e achei que seria interessante a leitura. continuar lendo

Quero saber se a OAB vai promover um DESAGRAVO ao advogado que foi injustamente constrangido pela carteirada do sinistro, digo ministro. continuar lendo

Se a OAB - (Organização Arrecadatória Brasileira) aparecer vai fazer uma nota de repúdio ao advogado e outra nota de apoio ao Vergonhoso Ministro . continuar lendo

Não sei a OAB, mas o Sindicato dos Advogados de SP divulgou uma nota de desagravo a Lewandowski.

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2018/12/sindicato-dos-advogados-de-sp-divulga-nota-de-desagravoalewandowski.shtml

Isso mesmo, pasmem!

Por essas e outras que o maldito imposto sindical tinha mesmo que ter a obrigatoriedade afastada.

Se advogasse em SP nunca me filiaria a esse lixo de sindicato.

Todos vimos a arrogância e prepotência de quem gosta de criticar instituições e outros ministros, mas não aceita ouvir críticas, ainda que sejam genéricas contra o STF.

Os advogados de SP deveriam se desfiliar em massa em protesto contra essa submissão ridícula.

Depois não sabem por que são tratados com desdém por alguns magistrados. Quem tem um sindicato desse não precisa de inimigos. continuar lendo

Rodrigo: parece que sua previsão já se confirmou. :( continuar lendo