jusbrasil.com.br
19 de Maio de 2019

Caso do advogado preso: jurista protocola pedido de impeachment de Lewandowski

DR. ADEvogado, Administrador
Publicado por DR. ADEvogado
há 5 meses



O jurista Modesto Carvalhosa protocola um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, pelo caso em que ele pediu que a Polícia Federal fosse acionada para prender um advogado que afirmou que a Corte é uma vergonha. O ministro disse que agiu para “defender a honra do Supremo”.

Em entrevista exclusiva à rádio Jovem Pan, Carvalhosa disse que Lewandowski “abusou da autoridade dele inúmeras vezes, mas ao mandar deter o advogado Cristiano Caiado de Acioli, abusou de maneira total”.

“O STF perdeu sua reputação perante o povo brasileiro. São 200 milhões de pessoas que acham o STF uma vergonha. Lewandowsi precisa mandar prender 200 milhões de pessoas. Quando uma pessoa perde a reputação não tem jeito”, afirmou Carvalhosa.

Questionado se achou a atitude do advogado equivocada ao abordar Lewandowski, o jurista respondeu: “só faltou chamar de ‘Excelência’. Ele [Cristiano] foi absolutamente preciso no que falou. O STF perdeu a sua reputação, não tem mais legitimidade, respeito da sociedade e autoridade. É um zumbi dentro do Judiciário. Nada mais justo o cidadão em seu direito de se manifestar ter dito isso”.

A petição será entregue à presidência do Senado para que o atual presidente, Eunício Oliveira (MDB-CE), encaminhe imediatamente ao plenário. Crítico a Eunício, Carvalhosa disse esperar que o próximo presidente da Casa leve adiante o pedido de impeachment.

(Fonte: br.noticias.yahoo.com)

_________________________________________________

-> BANCO DE PETIÇÕES - 20 MIL MODELOS DE PETIÇÕES, ATUALIZADAS, PRONTAS E EDITÁVEIS EM WORD!!

-> KIT JURÍDICO - 14X1 - Restituição do ICMS Energia Elétrica / Exclusão ICMS /Revisão da Vida Toda / Bancário / Previdenciário / Penal e MUITO MAIS!

-> CURSO ONLINE DE DIREITO PENAL, PROCESSO PENAL E EXECUÇÃO PENAL! CONFIRA!!


91 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Para ser julgado onde?
Suíça ou Japão? continuar lendo

No próximo Senado, que, esperamos, tenha mais hombridade e honradez que o presente. continuar lendo

Ainda não acredito, José.
Vamos torcer. continuar lendo

Será julgado, ou melhor, o caso será levado para apreciação do senado se o novo presidente da casa não ter culpa no cartório, e, terá procedimento se os "apreciadores" também não tiverem.
Em outras palavras, o tal do colarinho branco, terno, toga, sei lá, se não existir na capital das decisões que se dizem fazer justiça. continuar lendo

Essa é a duvida Paulo.
Credibilidade. continuar lendo

Aproveita e peçam o impeachment de Bosonaro também... continuar lendo

Por qual crime mesmo ? continuar lendo

Não ser petista, Lucas... continuar lendo

Ele mandou prender alguém ?desculpe não estou sabendo. continuar lendo

Sim, impeachment do bolsocoisa, por:
- ter passado a vida inteira ofendendo gravemente mulheres, negros, perseguidos políticos, índios, imigrantes e homossexuais (que tanto como deputado quanto presidente deveria defender);
- por ensinar crianças a portar armas;
- por prometer eliminar opositores (dessa forma incitando a violência em seus seguidores);
- por fazer apologia a ditadura;
- por fazer apologia a tortura;
- por fazer apologia a sonegação de impostos ("sonego tudo que posso", entrevista em 1999);
- por em 2002 ter saído em defesa pública de corruptos ("tem que propinar mesmo", lembram dessa no palanque da Câmara em 2002?);
- por achincalhar publicamente os direitos humanos (e emburrecer a população nessa temática);
- etc, etc, etc...

Bolso-apoiadores, respeitem seus próprios apotegmas, "sem mi, mi, mi", "sem vitimismo", "sem coitadismo"... Do alto de seu mandato parlamentar Bolsonaro se achou no direito de pedir a execução em praça pública de um ex-presidente (e os bolso-seguidores não vêem problema nenhum nisso). Portanto agora também respeitem a crítica de quem o desaprova. continuar lendo

Caro Eliezer Mendes Fonseca,

Caso você não saiba (e espero realmente que você tenha apenas esquecido porque um advogado que não sabe isso é realmente algo preocupante) impeachment é o processo que o Presidente da República, além de outras autoridades (recomendo a leitura da Lei nº 1.079) estão sujeitas quando cometem CRIME DE RESPONSABILIDADE no exercício do cargo.

Além de nenhuma das práticas que vossa senhoria enumerou constituir de fato crime de responsabilidade, são atos supostamente cometidos quando do exercício de seu mandato como Deputado Federal e não como Presidente da República.

Sugiro que da próxima vez que vossa senhoria pensar em abrir a boa para atacar pessoas que possuam opinião política diferente da sua, informe-se melhor sobre o que vai falar, leia um pouquinho, de preferência de fontes confiáveis, para que não passe vergonha do jeito que acabou de acontecer aqui.

Forte Abraço. continuar lendo

Já passou da hora. Lewandowski é um imoral que nunca foi juiz na vida e ascendeu à corte por outra imoralidade que é o quinto constitucional.

Deveria ter sido julgado após aquela manobra inconstitucional na votação do impeachment. continuar lendo

Quinto constitucional no STF? Pode ter sido em outro tribunal, mas no STF impossível. É muita gente que não sabe o que fala nesse site, nossa senhora continuar lendo

Não, meu caro @leonardogcezar. Ele foi indicado para o antigo Tribunal de Alçada Criminal de SP em 1990, pelo corrupto Orestes Quércia, através do quinto constitucional. Depois, foi para o TJSP em 1997, tendo sido promovido a desembargador no mesmo ano! E por último, em 2006, nomeado pelo eneadáctilo ladrão para o STF.

Tudo isso só foi possível em função da imoralidade do quinto constitucional. Em nenhum momento eu disse ou deixei nas entrelinhas que ele foi diretamente ao STF em função do quinto constitucional, mas sim que chegou lá através do instituto supracitado, porta de entrada do imoral na carreira da magistratura.

Antes de criticar, atenha-se ao assunto do post ao invés de passar vergonha gratuitamente demonstrando parca capacidade interpretativa. Pedante! continuar lendo

A bem da verdade, é preciso esclarecer que o Min. Lewandowski, apesar de todas as restrições que se lhe possa fazer, foi desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, antes de ingressar no STF. continuar lendo

Caros, devo dizer-lhes que, embora possa conferir prestígio, o quinto constitucional não é pressuposto para ocupação da cadeira do STF. Tanto o é que Jair Bolsonaro chegou a cogitar eventual nomeação de Sérgio Moro para a Corte Constitucional. Isso se deve porque a nomeação de ministro para o cargo no STF é ato discricionário do Presidente da República. continuar lendo

O que quis dizer, @andreams, é que Lewandowski só chegou a magistratura em função do quinto constitucional, ainda que não seja necessário ser magistrado para ocupar cadeira na suprema corte, e não ao STF direto, como o rapaz ali entendeu.

Bem ao contrário disso, Moro ingressou na carreira via concurso público. Moro tem moral e conhecimentos para ocupar, se assim eventualmente ocorrer. Lewandowski não tem e nunca terá envergadura moral para vestir a toga.

Essa é a diferença. continuar lendo

caro @texano, não dá pra levar a sério seus comentários baseados em seu próprio conceito de moralidade dotado de viés ideológico e político. Ladrão é simplesmente quem vc odeia, seus argumentos são vazios e bem infantis. continuar lendo

Novamente não, @leonardogcezar, ladrão é o Lula, já condenado em mais de uma instância, delatado por dezenas de corruptos que com ele se juntaram para surrupiar bilhões dos cofres públicos.

É esse mesmo ladrão que Lewandowski sempre vota para soltar.

E se você defende ambos, certamente faz parte do problema que o Brasil enfrenta.

O que você acha dos meus comentários não me importa. Lamúria de esquerdista defensor do Lula pra mim é elogio. continuar lendo

Rapaz, Leonardo Cezar, ladrão é o Lula condenado em duas instâncias, por quatro magistrados (em primeira e segunda instância) e q teve vários hcs negados pelo STJ e STF, pq, é ladrão, é bandido. E ainda tem mais uns oito (perdi a conta) processos já na fila. Um deles já está para ter decisão. Ladrão não é quem queremos. Ladrão é quem desvia dinheiro público, aceita propina, comete crime de corrupção, e, nesses quesitos, o Lula é insuperável. Não está só, tem muita companhia do PT junto com ele. "Ah, ma não é só o PT." Não. O PT foi o pior partido nesse quesito e o Lula o mais maldito dos bandidos, mas todos os que praticaram corrupção estarão fazendo companhia à eles, com o tempo. continuar lendo

Impressionante como os partidos estão entranhados nas pessoas, que muitos advogados aqui, ao invés de defenderem sua classe, querem defender um canalha lobo em pele de cordeiro chamado lewandowski. Outros, simplesmente fogem do assunto querendo que o presidente eleito democraticamente seja banido sem ao menos ter começado o governo. Será que não passou da hora de pararmos de ficar levantando bandeira de partidos e levantemos a bandeira do país? continuar lendo

Normal, quando a ideologia entra em cena, a razão vai embora. continuar lendo

Verdade infelizmente em vez de levantar bandeiras para ajudar na reconstrução rasgam elas continuar lendo

Tem advogado se formando as custas de grupos criminosos, outros se formam para defender clientes da pior espécie (lucro maior).Ainda bem que a maioria segue a ética e a justiça, que nem sempre é justa.Não vou me impressionar se o Lula sair da prisão formado em Direito, tempo pra isso ele terá. continuar lendo