jusbrasil.com.br
19 de Setembro de 2019

Aos 64 anos, amazonense é aprovado no exame da OAB após tentar 15 vezes consecutivas

DR. ADEvogado, Administrador
Publicado por DR. ADEvogado
há 6 meses


A vida é feita de sonhos dos quais muitos deles são realizados a base de muito suor e persistência. Vejamos a história do músico Carlos Alberto Silva, que foi aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM) aos 64 anos de idade, após ter prestado a prova por 15 vezes consecutivas.

O exame no qual ele foi vitorioso ocorreu em 20 de janeiro deste ano, e a entrega da carteira ocorreu dia 21 deste mês em cerimônia na seccional local. Para marcar com chave de ouro a conquista, ontem ele recebeu uma homenagem do Centro Preparatório Aufiero, onde estuda há seis anos. A instituição organizou um culto de agradecimento e lhe entregou a “Camisa Verde” - que simboliza a aprovação no Exame da OAB - na sede do curso, localizada na rua Belo Horizonte, 1050, Adrianópolis, Zona Centro-Sul. A entrega não foi feita antes porque Carlos ainda se recupera de uma cirurgia para retirada da vesícula.

O empenho, dedicação e força de vontade em plena 3ª idade de Carlos Augusto são a prova que de que não há limites para quem sonha. É preciso acreditar para alcançar o seu objetivo.

Ele concluiu o curso de Direito na Faculdade Martha Falcão em 2012, e prestou exames da OAB-AM durante seis anos. Na aprovação deste ano foi fundamental o apoio do professor de Direito Penal Aniello Aufiero.

“Eu não havia tido aprovação no exame deste ano, mas o professor Aufiero analisou minha prova e constatou que eu deveria ter sido, sim, aprovado. Entramos com um recurso pedindo revisão de prova junto à Ordem dos Advogados do Brasil e Fundação Getúlio Vargas (que aplica o certame) e, finalmente, eu fui aprovado. O que o Aniello viu em mim foi que eu não desistia, diferente de outras pessoas”, disse ele, que completa 65 anos em 10 de abril.

Foi no cursinho que, por ser músico, Carlos Augusto passou a ser conhecido como “Pablo”, um apelido carinhoso dado por Aniello Aufiero a ele, em alusão ao artista que dublava as músicas no extinto quadro “Qual é a Música”, apresentado pelo comunicador Silvio Santos.

Casado, pai de cinco filhos e avô de cinco netos, Carlos Augusto é só emoção ao reconhecer quem lhe apoiou: “Agradeço à minha família, amigos, à toda equipe do curso Aufiero e ao professor Aniello Aufiero por todo apoio para essa minha conquista, que é a realização de um sonho”.

Importância

Ao falar sobre a importância da conquista de Carlos Augusto, a coordenadora do curso preparatório, Gabriele Machado, comentou que “ele é uma marca do curso Aufiero, e sempre foi parceiro desde o tempo em que o prédio ficava localizado na rua Monsenhor Coutinho”.

“Há seis anos ele cursa conosco, e agora alcançou seu objetivo. É uma conquista grande porque víamos a persistência dele, sua idade, e alcançou o objetivo que tinha. O Pablo sempre buscou incentivar outros alunos que pensavam em desistir. Ele é um exemplo para a sociedade”, completa ela.

(Por: Paulo André Nunes / Fonte: www.acritica.com)


👍 Conheça também o nosso INSTAGRAM e tenha acesso ao nosso conteúdo de Humor Jurídico!

Top Kit Petições Advogado 2019 - 14x1 - Exclusão do ICMS, Revisão da Vida Toda, Bancário, Penal, Cível, Trabalhista, Tributário e muito mais

Cronograma 30 Dias para Aprovação na OAB - O melhor custo benefício em Planejamento de Estudo do Mercado


19 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Prezado dr. Carlos Alberto da Silva. Como sua pessoa, logrei obter minha carteira de advogado, agora, aos 66 anos de idade e posso dizer, que estou preparado para novamente me sentir útil (sangue novo correndo nas veias), vamos em frente, estudando sempre sem nunca desistir. Iniciamos uma nova etapa em nossa vida e que bom que a possibilidade de uma profissão tão bonita e honrada como esta, possa nos proporcionar novas esperanças. Abcs. continuar lendo

Fica o exemplo àqueles que preferem bradar que o exame da Ordem é inconstitucional. continuar lendo

Depois de uma certa idade, ocupar-se, ocupar a mente, estabelecer objetivos e ir em busca de realiza-los, se não incentivar a longevidade com certeza irá melhorar em muito a qualidade e a razão da vida.
Realmente, um exemplo a ser seguido. continuar lendo

Isso é força de vontade correndo nas veias. Um exemplo que deve ser seguido na íntegra. Ao invés de ficar reclamando, correu atras até realizar seu sonho.
Parabéns Dr. Carlos Alberto Silva. continuar lendo