jusbrasil.com.br
31 de Outubro de 2020

STF pode gastar 1,2 milhão com lagostas e vinhos: 'refeições institucionais'

DR. ADEvogado, Administrador
Publicado por DR. ADEvogado
há 2 anos


O Supremo Tribunal Federal (STF) pode gastar R$ 1,134 milhão na contratação de empresas para o fornecimento de "refeições institucionais". De acordo com pregão eletrônico divulgado nesta sexta-feira (27), o serviço da empresa será fornecer as refeições servidas pela corte, de acordo com suas necessidades. Lagostas e vinhos recebem atenção especial.


Na lista de refeições, estão o café da manhã, o brunch, almoço, jantar e coquetel. De acordo com o Uol, produtos para pratos como bobó de camarão, camarão à baiana e "medalhões de lagosta com molho de manteiga queimada". Outros pratos previstos são bacalhau à Gomes de Sá, frigideira de siri, moqueca e arroz de pato.

Na seção de vinhos, existem algumas especificações Caso seja tinto fino seco, tem que ser Tannat ou Assemblage, com esse tipo de uva, de safra que tenha sido feito em 2010 ou depois disso. Caso a uva seja tipo Merlot, a safra terá de ser igual ou posterior a 2011, e deverá ter ganho quatro premiações internacionais.

Outras especificações constam no pregão, "como chachaça de alta qualidade", e "whisky de malte envelhecido". Segundo o matéria do jornal Estado de S. Paulo, o STF fez, em janeiro, uma reforma no gabinete da presidência para a substituição do carpete por piso frio e instalação de um chuveiro. Foram gastos R$ 443.908,43 dos cofres públicos.

Em nota, o STF afirma que o valor pode ser alterado, pois várias empresas estarão na disputa para o pregão, que decidirá qual fará o fornecimento de refeições da Corte.

(Fonte: www.bahianoticias.com.br)


👍 Conheça também o nosso INSTAGRAM e tenha acesso ao nosso conteúdo de Humor Jurídico!

Banco de Petições + 20 mil modelos de petições jurídicas, atualizadas, prontas e editáveis em word

O MATERIAL COMPLETO PARA CORREÇÃO DO FGTS possui modelos completos e atualizados de petições iniciais, recursos e decisões judiciais.

15 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

porque não aprovam contratação de cestas básicas para famílias carentes ou fornecimento de café da manhã para trabalhadores quem saem de casa sem tomar nem um café da manhã. Querem comer lagosta comprem com o dinheiro do próprio bolso. continuar lendo

Assim fica difícil defender a Corte constitucional.

Paulatinamente, constrói-se um cenário favorável ao fim do Estado democrático de direito no Brasil.

A idade média só acabou no papel (formalmente), pois privilegiados e miseráveis continuam nas mesmas condições, nos mesmos escalonamentos sociais. Karl Marx nunca foi tão atual. continuar lendo

Muito lúcidas suas palavras. Os integrantes da corte, com exceção de alguns poucos, teimam em não entender que seus privilégios e regalias são antirrepublicanas, e, na era do smartphone, a ciência dos fatos é imediata e exponencial. Fosse na década de 90, onde as informações iam em lombo de burro, tais exageros jamais cairiam em conhecimento público, agora, eu recomendaria ao presidente da corte o máximo comedimento, coisa que não lhe apetece... O fato é que tais ocorrências alimentam o ânimo dos radicais que clamam pelo regime de força, pois, com base em revisionismo histórico, negam os acontecimentos do Golpe de 64, gestado no ventre da política externa do presidente americano R. Nixon e de seu secretário de estado Henry Kissinger.
Alegam os radicais que era um período de baixa violência, com grande valorização da família etc., no entanto, os revisionistas tiram da equação a violência decorrente da disseminação das drogas, fenômeno mundial que ganhava força e acabou por causar o caos da segurança pública da atualidade, além do mais, acredito que os próprios militares querem se livrar da pecha de golpistas que lhes jogaram na cara nestes últimos 30 anos, veja-se o comportamento do Vice-presidente, comedido, adequado, pacificador, comportamento se contunde com a turma radical do presidente que enxerga comunista até em fatia de pão de forma. O Pregão do STF é o Baile da Ilha Fiscal. continuar lendo

Lembrem-se de manter o IRPF em dia, afinal, quem pagaria pelas refeições dos nobres do ínclito supremo tribunal? continuar lendo

"Na mesa farta dos reis, debatia-se a sorte de seus súditos" continuar lendo