jusbrasil.com.br
31 de Março de 2020

Garoto humilhado por vender bombons deseja ser defensor público

“Um dia vão cruzar em meu caminho e talvez eu seja um Defensor Público”

DR. ADEvogado, Administrador
Publicado por DR. ADEvogado
há 2 meses

Um comentário maldoso e que poderia magoar profundamente uma criança de 11 anos de idade serviu, na verdade, para provocar toda uma corrente do bem e fortalecer ainda mais uma humilde família de Teresina (PI).

Luizinho vende bombons no bairro Buenos Aires para ajudar os pais a pagar o aluguel de casa. No início do ano, Luizinho foi humilhado por uma mulher no momento em que ofereceu os bombons.

Uma mãe com suas filhas o constrangeram por conta do seu trabalho, e sorriam de forma debochada e jogaram piadinha”, relatou o pai, Netanias Moreira.

“Eu cheguei na mesa para oferecer bombons e escutei a mulher falando para as duas filhas que era para elas estudarem para não ficar igual a mim vendendo bombons na rua. Eu fiquei muito magoado e chorei”, lembra Luizinho.

É de cortar o coração, né?! 😥

Menino que foi humilhado vendendo bombons exibe produtos

Luís foi humilhado por uma mulher que disse para as duas filhas estudarem para não não ter que vender bombons igual a ele. Foto: Arquivo pessoal

A família contou que o garoto ficou muito triste e envergonhado, mas os pais o ajudaram a superar a humilhação sofrida. Luizinho também recebeu mensagens de carinho de várias pessoas no desabafo que a família compartilhou no Instagram. Infelizmente, a conta foi Hackeada e a publicação apagada.

“Eu senti uma revolta, fiquei muito revoltado com tudo que aconteceu. E encontrei nas redes sociais a forma de desabafar. A gente começou a acreditar que ainda existem pessoas de bom coração nesse mundo. Milhões de manifestações de apoio, de carinho, de incentivo ao sonho do Luís, de pessoas que se sensibilizaram com a situação. Isso ajudou muito porque o Luís estava sem chão e cada comentário deixava mais feliz, se sentia mais fortalecido e animado”, relata o pai.

Luizinho sonha em ser Defensor Público

Luizinho deu a melhor resposta para o episódio. Ele sonha em ser Defensor Público e disse que um dia a mulher que o humilhou pode precisar dele. “Um dia vão cruzar em meu caminho e talvez eu seja um Defensor Público”, disse.

Menino que foi humilhado vendendo bombons conhecendo trabalho da Defensoria Pblica

Luizinho foi convidado para conhecer o trabalho da Defensoria Pública do Piauí. Foto: Arquivo pessoal

E a situação chamou tanto a atenção que o garoto foi convidado para conhecer a Defensoria Pública do Estado do Piauí e a Defensoria Pública da União no Estado. Luizinho recebeu homenagens e conheceu um pouco o trabalho de um Defensor Público, ou melhor, o que ele fará no futuro, certamente! 🌟

Ser defensor público é meu sonho pessoal”, relatou Luizinho.

Menino que foi humilhado vendendo bombons conhecendo trabalho da Defensoria Pblica

Luizinho conheceu a Defensoria Pública da União e recebeu homenagem. Foto: Arquivo pessoal

“Desejo muito que meu filho continue sendo exatamente como ele é. Se for um defensor público, que seja um cidadão, sendo cidadão, pode ser o que ele quiser. Eu vivo o futuro dele, os sonhos dele”, afirma Netanias.

Família vive realidade difícil e aposta na educação para um futuro melhor

A família de Luizinho vive uma realidade difícil, mas não falta esperança. A mãe, Rafaela, dá um duro danado durante o dia como empregada doméstica e estuda Psicologia à noite. O pai está desempregado e é estudante de Direito. Eles produzem bombons e vendem pelo bairro para pagar despesas como o aluguel de casa.

Menino que foi humilhado vendendo bombons e seus pais

Família vende bombons para pagar despesas como o aluguel de casa. Foto: Arquivo pessoal

“Mesmo com a rotina dura, a gente sempre fala palavras bonitas uns pros outros e ganhamos força para enfrentar mais um dia de luta, de trabalho, de estudo porque a gente acredita que somente na educação vamos encontrar a transformação das nossas vidas. Pode ser que agora está duro, mas lá na frente vamos encontrar uma paz. É em nome dessa paz que a gente enfrenta os obstáculos, sempre juntos!”

O meu pai se esforça muito com minha mãe pra me dar tudo o que eu sempre precisei, então nada mais justo do que eu retribuir ajudando eles com a venda de bombons”, enfatiza Luizinho.

Os pais contam que o filho é extremamente amoroso, alegre e dedicado aos estudos. “Sou um pai muito feliz de tê-lo como filho, ele veio pra somar, ele sabe que tem esse brilho e ele usa isso para deixar as pessoas mais felizes”, conclui Netanias.

Com certeza ninguém vai apagar o brilho do Luís, que nasceu para ser Luz!

(Fonte: Razõesparaacreditar)

Conheça também o nosso INSTAGRAM e tenha acesso ao nosso conteúdo de Humor Jurídico!

O Fantástico KIT com 30 MIL Modelos de Petições contém 78 pastas, divida por assunto e matéria, onde vai desde Petições Iniciais até Recursos...

Conheça a tese da Revisão da Vida Toda (Vida Inteira ou Inclusão de Todos os Salários de Contribuição) – Da teoria à prática

Petições Imobiliárias 2020 - Um acervo completo de Petições envolvendo Direito Imobiliário + 4 Combos Exclusivos - Usucapião, Possessórias, Contratos, Escrituras

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Outro caso. Muitos não aprendem com os erros dos outros. Que ele consiga. continuar lendo